É possível construir uma casa sem projeto ?

Eu acredito que seja possível uma pessoa fazer uma casa sem você ter um projeto arquitetônico em mãos, mas também acredito piamente que esta não é a melhor escolha nem o melhor caminho para você conseguir fazer uma casa que seja confiável em todos os sentidos. Se você contratar um pedreiro com boa experiência ele poderá fazer a casa baseado apenas na experiência que ele tem e talvez não seja necessário você ter um projeto arquitetônico, mas abaixo gostaria de mostrar alguns possíveis problemas de você adotar esta estratégia.

Segurança
Um projeto de construção civil não leva em consideração apenas os fatores estéticos e a divisão correta dos espaços, existe também um fator segurança que está implícito na elaboração do projeto. Existem casos em que o solo não é totalmente estável, outros estão em regiões de maior risco desmoronamento, incidência de ventos, entre diversos fatores naturais, entre outros que podem comprometer a segurança de uma casa. Tudo isso precisa ser pensado no projeto e adotado estratégias para garantir a segurança dos moradores daquela casa.

Estrutura
Eu acredito que seja possível uma pessoa fazer uma casa sem você ter um projeto arquitetônico em mãos, mas também acredito piamente que esta não é a melhor escolha nem o melhor caminho para você conseguir fazer uma casa que seja confiável em todos os sentidos. Se você contratar um pedreiro com boa experiência ele poderá fazer a casa baseado apenas na experiência que ele tem e talvez não seja necessário você ter um projeto arquitetônico, mas abaixo gostaria de mostrar alguns possíveis problemas de você adotar esta estratégia.

Segurança
Um projeto de construção civil não leva em consideração apenas os fatores estéticos e a divisão correta dos espaços, existe também um fator segurança que está implícito na elaboração do projeto. Existem casos em que o solo não é totalmente estável, outros estão em regiões de maior risco desmoronamento, incidência de ventos, entre diversos fatores naturais, entre outros que podem comprometer a segurança de uma casa. Tudo isso precisa ser pensado no projeto e adotado estratégias para garantir a segurança dos moradores daquela casa.

Estrutura
O engenheiro exerce um papel importante na elaboração do projeto no que diz respeito a definir a estrutura de uma casa garantindo o que ela seja sustentável, afinal existe o chamado cálculo estrutural que entre outras coisas leva em consideração o peso que é a casa terá e os materiais necessários para a sustentação da mesma. É muito comum você encontrar casas com paredes trincada, rachadas e algumas inclusive que acabam desmoronando por problema de peso, sobrecarga ou simplesmente porque não suporta a incidência de algum fator natural.

Distribuição do espaço
O projeto ajuda no entendimento da melhor maneira de como fazer a distribuição do espaço da casa, como o tamanho dos cômodos, recuos laterais e frontais, corredores de acesso e outros critérios que precisam ser bem pensados e adotados para que você tenha a usabilidade da casa de forma correta. Fazer uma construção sem uma planta devidamente pensado pode levar a problemas de acessibilidade do imóvel e consequentemente desvalorizá-lo.

Estética
Por fim existe um fator de estética que é importante em uma casa. Geralmente os arquitetos trabalho muito bem nessa questão e conseguem produzir um fator estéticos da construção de maneira agradável e harmônica, dando assim um conforto estético mais adequado e também valorizando o imóvel em caso de negociação no futuro.

Fonte

O que pode acontecer na contratação de um pedreiro

Normalmente, o pedreiro será aquele que irá apresentar o menor valor de orçamento para a mão de obra. Já perdemos muitos contratos para pedreiros que repassavam preços inferiores ao nosso, do serviço todo, alguns fazem o favor de acrescentar o valor de materiais, mas estes são mais empreiteiros do que propriamente pedreiros.

Deste orçamento ele não te dará garantias que irá executar a obra toda naquele valor, e quando chegar em um ponto da obra, que por algum motivo você já tiver pago tudo o que ele pediu e ele ainda não terminou a obra, ele irá te pedir mais dinheiro, para terminar o resto, aí você terá duas opções, ou paga o que ele esta pedindo a mais, ou terá que dizer para ele que terá que acabar a obra sem receber mais nenhum ou você irá entrar na justiça contra ele.

O que acontecerá será, ou ele irá terminar a obra e descontar a raiva dele na obra podendo fazer errado ou desperdiçando material, ou simplesmente abandonar a obra e deixar você na mão, ai você terá que recorrer a justiça para tentar fazer um acordo com ele, o que poderá te satisfazer ou não, pois o juiz irá com certeza te perguntar quem é o responsável legal pela obra, e como você assumiu o risco de não contratar um engenheiro ou um arquiteto, ele não poderá fazer muita coisa no que tange a obra, mas sim sobre o compromisso contratual, caso você tenha feito um contrato legítimo entre as partes.

A construtora poderá ou não ser mais caro, depende do nível dos profissionais  da empresa, pois esta possui funcionários com carteira assinada e paga pelo valor da mão de obra 80% a mais só de impostos. Com a firma reconhecida e um contrato de responsabilidade amparado por lei, a construtora deverá ter responsáveis técnicos tais como engenheiros e/ou arquitetos registrados no CREA, para que os seus profissionais de execução lhe dêem total garantia do serviço concluído de acordo com o contrato. O não comprimento do mesmo lhe dará a garantia de poder acionar o CREA e a Justiça, contra a empresa.

Contratando uma construtora, você irá se reportar para um gerente de projetos e não terá que interpelar sobre suas dúvidas sem esclarecimentos técnicos.

Alguns clientes nos contratam com a seguinte frase “Não quero ter que conversar com pedreiro, estou contratando a sua empresa para que ela faça tudo por mim, qualquer coisa que der errado ou que me desagrade, a culpa será exclusivamente do contratado”, e olhe que este é o modo mais gentil de falar.
Por Luiz Eustáquio da Silva

↳ Leia também: Na hora de contratar um pedreiro ou mestre de obra preste atenção para as garantias da sua construção.

Construindo de maneira correta e segura

Na hora de construir é necessário ter atenção a diversos detalhes para que, no fim das contas, o desafio não se torne motivo para dor de cabeça e perda de dinheiro.

É muito comum que as pessoas tenham surpresas desagradáveis em obras de construção civil quando não há planejamento. É na fase de planejamento onde as decisões podem ter custo menor e um controle maior. Portanto ao construir sua residência é importante estar atento aos passos necessários para que sua obra tenha final feliz.

1⇢ Capitalização

Não é segredo, para construir é necessário ter capital, seja na forma de moeda ou carta de crédito. Caso precise, procure se informar e simular financiamentos na sua agência, fale com seu gerente. No site da CAIXA você pode simular um financiamento. ↳ Veja aqui como funciona o financiamento.
– Procure definir de antemão qual o investimento que pretende disponibilizar para a sua construção.

2⇢ Escolha e aquisição do terreno

A aquisição do terreno obviamente é indispensável. A decisão engloba fatores como vizinhança, valor venal, acesso, proximidade do trabalho, etc. Sugere-se que o interessado entre em contato com corretores imobiliários que irão contribuir na agilidade na escolha do terreno assim como nos procedimentos legais, documentação, tributos, contratos, etc.

- Evite terrenos legalmente travados, com hipotecas, não quitados, em inventários de herança, pois com certeza a dor de cabeça depois será inevitável.

No entanto muitos se esquecem de fatores essenciais que irão influir no projeto tais como zoneamento e parâmetros urbanísticos, insolação, presença de bosques ou APPs (Áreas de preservação permanente).

Procure a orientação e consultoria de um arquiteto ou engenheiro credenciados nos conselhos regionais. Estes profissionais poderão contribuir para escolha de terrenos com maiores potenciais construtivos ou em qualidade urbana e espacial.

Lotes muito acidentados podem encarecer a obra mas dependendo do caso podem propiciar um custo menor no valor do terreno assim como arquiteturas diferenciadas com aproveitamento de vistas para o entorno, posição do sol, vento, entre outras. Saiba mais aqui.

3⇢ Levantamentos

Em sendo o feliz proprietário de um lote é necessário executar alguns serviços preliminares de levantamento. Procure sempre empresas com profissionais devidamente licenciados.

 Na maioria dos casos os estudos necessário são:

  • Levantamento topográfico: o qual irá indicar as dimensões reais do lote, níveis, alturas, locação de árvores, postes, áreas, atingimentos de passagem de rua entre outros. O valor do serviço varia de acordo com a localização e o tamanho do lote. Este estudo servirá para planejar a melhor forma de implantar a futura edificação.
  • Sondagem geotécnica: o método mais comum para sondagem é o SPT(standard penetration test) ou simplesmente sondagem à percussão ou sondagem de simples reconhecimento. As amostras do solo são retiradas camada a camada indicando as características da composição do solo assim como a carga suportada e o nível do lençol freático. Este estudo servirá para prever o tipo de fundação conforme o projeto estrutural. Com a análise do solo é possível prever a melhor técnica com menor custo evitando-se gastos desnecessários com fundações superdimensionadas ou problemas com estruturas subdimensionadas.

4⇢ Projetos Projeto Arquitetônico 

  1. Com levantamentos em mãos o primeiro profissional a ser contratado deve ser o arquiteto. Com o acompanhamento deste profissional você deverá chegar no formato de residência mais apropriada para você e sua família. Procure contratar profissionais devidamente habilitados e com experiência comprovada. Elabore com o arquiteto projetista um briefing contendo programa de necessidades (constando por exemplo quantidade de dormitórios e banheiros) número de pavimentos, estilo desejado, áreas externas, equipamentos, acessórios (lareiras, churrasqueiras), tipo de sistema de aquecimento de água entre outros.
  2. Questione o arquiteto sobre as soluções de arquitetura bioclimática mais adequadas para o seu bairro. Dependendo da região possuir clima predominantemente frio ou quente a arquitetura poderá minimizar o desconforto térmico por meio de paredes mais espessas para climas frios ou com ventilação cruzada para climas quentes por exemplo.


“Cuidado para não exceder expectativas de verba orçamentária, evitando não faltar recursos no final”

A partir dai a casa começa a tomar forma, na fase do Estudo Preliminar de Arquitetura. Com o auxilio de softwares o projetista deverá apresentar plantas baixas, cortes e imagens da futura obra, demonstrando o aspecto final desejado, dimensionamento de ambientes e áreas construídas. Procure definir bem com o arquiteto seu estudo, pois nesta fase ainda é possível alterar o projeto sem custos significativos de retrabalho.

Após a conclusão do estudo inicia-se a fase de Anteprojeto, fase de onde saem desenhos mais técnicos voltados à aprovação em órgãos públicos. O projeto será apresentado à Prefeitura Municipal a qual irá fazer o processo para Emissão do alvará de construção. Nesta fase será necessário apresentar além do projeto outros documentos referentes ao terreno como por exemplo o registro de imóveis atualizado, ARTs entre outros. Este processo de licenciamento demanda custos com taxas e cópias, preveja isto no seu orçamento.

Na maioria dos municípios o órgão responsável é a Secretária de Urbanismo, Planejamento ou Obras. É comum no entanto outros órgãos estarem envolvidos tais com o Meio Ambiente e quando necessário o Conselho Municipal de Urbanismo. Normalmente são necessárias duas responsabilidades técnicas, de projeto arquitetônico e de execução de obra. Em Curitiba o prazo médio para aprovação de residência Unifamiliar é de 2 a 3 meses.

Com a aprovação do projeto e alvará em mãos a obra estará devidamente licenciada para ter início. Mas para finalizar o projeto arquitetônico é recomendável contratar desde o início o Projeto Básico de Construção que irá especificar principalmente revestimentos e esquadrias no formato de tabelas, cadernos e memorial descritivo de acabamentos. Estas informações servirão posteriormente para a elaboração do orçamento estimativo de Construção.

5⇢ Execução e mão de obra

Contrate uma empresa que tenha profissionais qualificados, que seja séria, dê preferência aquelas que tem equipes de arquitetos, engenheiros, mestre de obras e equipes mais completas. Assim você poderá fazer um modelo de negócio em forma de pacote para obter um melhor “custo-benefício no final das contas” e ter a casa dos seu sonhos sem muita dor de cabeça.

No Brasil é comum que pessoas desconfie de empresas, produtos e serviços. Mas hoje, com a Internet, você mesmo tem condições de descobrir se, o que está contratando trata-se de algo sério ou não.
↳ Pesquise no PROCON, no Tribunal de Justiça do seu estado e certifique-se você mesmo.

Para contratar os serviços da Reformolar leia com atenção o nosso SAC e cadastre-se AQUI.

Os principais inimigos na construção de uma casa

Ao construir uma casa alguns inimigos podem aparecer, no meu caso foram a pressa, a experiência com a construção civil e para finalizar um orçamento apertado que eu tinha para concluir toda obra. Veja como isso me afetou.

Em tudo que fazemos na vida sempre iremos encontrar alguns fatores que são contrários à aquilo que estamos fazendo e no caso da construção de uma casa não é diferente, pois existem vários fatores que podem ajudar e outros que acabam dificultando o processo de construção. Como terminei de construir recentemente a minha casa, observando os erros e acertos que tive no projeto chego à conclusão de que os três inimigos que tive durante o processo foram o seguinte: pressa, experiência e orçamento apertado.

Pressa
Diz um velho ditado que a pressa é inimiga da perfeição e para construir uma casa esta é uma verdade bastante absoluta. Como tinha um pouco de pressa é possível que eu tenha ignorado alguns detalhes importantes, como a observação de outras obras como referência do que eu poderia fazer, ter mais tempo para conversar com o arquiteto e engenheiro e até mesmo o pedreiro para ouvir um pouco deles sobre aquilo que ficaria bom ou não na minha casa, entre vários outros fatores que a pressa acabou atropelando.

Inexperiência
O segundo fator que acredito que foi o inimigo terrível na construção da minha casa foi a experiência que eu tinha em construção civil, afinal esta foi a primeira casa que fiz na vida e acredito que cometi muitos erros que poderiam ser facilmente evitados se eu tivesse um mínimo de experiência. Aliado ao fator anterior, a pressa, a inexperiência contribui bastante para que você deixe de considerar pequenos detalhes que acabam fazendo muita diferença depois.

Orçamento apertado
Como não bastassem os dois itens anteriormente já citados, eu ainda sofri muito com o inimigo chamado orçamento apertado. Este talvez tenha sido o mais cruel de todos e me colocava constantemente em uma situação de pressão entre cumprir as tarefas que eu precisava e não estourar o pequeno orçamento que eu tinha. Então imagine uma pessoa com pressa sem experiência e com o orçamento apertado? Quando olho para minha casa hoje acredito que o resultado foi melhor do que poderia ser, embora esteja muito longe do ideal. Esses três inimigos atrapalharam muito e hoje acredito que se fosse construir novamente eu trabalharia seriamente para minimizar os efeitos que cada um deles costuma causar.

Se tivesse contrato uma empresa de construção, com certeza tería menos gastos trabalho, e desgastes.

Por um leitor do Casa Dicas

Serviço de pedreiro e mestre de obra tem garantias?

Quando você compra um automóvel novo tem a garantia de que o carro irá funcionar como foi projetado para tal e caso algum problema aconteça dentro de um determinado período a concessionária realizará todos os reparos necessários. O mesmo acontece com produtos eletrônicos, eletrodomésticos, entre tantos outros tipos de produtos e serviços que são amplamente assistidos por garantia que pode variar de alguns meses a alguns anos. Mas quando você faz uma casa, será que o pedreiro ou o mestre de obras dá garantia do serviço que executou?

Pedreiro dá garantia?
Eu fiz essa pergunta para o pedreiro que construiu a minha casa já nos momentos finais da construção na mesma e para minha surpresa a resposta foi não. Segundo a versão dele não há necessidade desse tipo de garantia uma vez que depois de pronta a casa ira funcionar bem. Fiquei pensando no momento até que ponto este pensamento estaria correto é porque eu não pensei nisso antes de contratá-lo para executar a obra da minha casa. Mas enfim, este é apenas mais um dos erros que um inexperiente como eu estava cometendo na construção da casa.

Responsabilidade do arquiteto ou pedreiro?
Eu sei que na verdade a responsabilidade técnica da obra é do engenheiro ou arquiteto e não do pedreiro ou mestre de obras, mas não estou falando de problemas graves estruturais, por exemplo. O tipos de garantia que eu me referia era de problemas relacionados à erro de execução como vazamentos, piso que se solta, portas mal colocadas, vazamento no telhado, entre outros detalhes que não são questões pra ser levada a um resposável técnico e sim o pedreiro que construiu.

Problemas após a mudança
Logo que mudei para casa percebi que havia um barulho muito forte na laje e depois de algumas observações constatei que isso ocorria quando está passando água pelo cano para encher a caixa. Como o cano provavelmente está solto em cima da laje, ele vibra muito e provoca ruído relativamente alto. Procurei o pedreiro comentei o problema a ele, que aparentemente ignorou, pois já faz vários dias desses comentários e até hoje ele não apareceu para olhar. Portanto a falta de garantia do serviço executado na construção civil é um problema bastante sério e eu recomendaria muito você conversar isso com o seu construtor antes para evitar o que aconteceu comigo.

Fonte: Casa Dicas